Bem-vindo ao Site Luar da Meia-noite.pt

Receitas tradicionais do Alentejo

Doce emblemático do Alentejo, a sericaia ou sericá

Doce emblemático do Alentejo, a sericaia ou sericá
1. Ingredientes
2. 1l de leite
3. 125 g de farinha
4. 1 casca de limão
5.1 pau de canela
6. 12 ovos
7. 500 g de açúcar
8. Canela em pó
9. Ameixas de Elvas (facultativo)
preparação:
Ferver o leite com o pau de canela, a casca do limão e uma pitada de sal.
Enquanto arrefece, bater muito bem as gemas com o açúcar até obter um creme fofo.
Dissolver a farinha com o leite, juntar o creme de gemas e mexer.
Levar a lume brando para engrossar, mexendo sempre, até se ver o fundo do tacho.
Retirar do lume e deixar arrefecer.
Bater as claras em castelo firme e juntar com cuidado ao preparado anterior, que deve estar morno ou frio.
Deitar o doce, às colheradas desencontradas (uma ao alto, outra ao atravessado), num prato que possa ir ao forno.
Tradicionalmente, o prato deve ser de estanho ou de barro.
Polvilhar com bastante canela e levar a cozer em forno bem quente.
Depois de cozido, o doce deve abrir fendas.
Servir em frio, tal e qual ou acompanhado por ameixas de Elvas.
Doce emblemático do Alentejo, a sericaia ou sericá é originária de Elvas e, segundo alguns, tem origem oriental.
As receitas actualmente divulgadas têm proveniência conventual, sendo conhecidas as dos conventos de Elvas e de Vila Viçosa onde deleitavam as freiras e as suas visitas.